quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

EXISTE UM MUNDO QUE NÓS NÃO FOMOS EDUCADOS PARA VER

Existe um mundo que nós não fomos educados para ver, um mundo feito para sentir com o Espírito do bem. Um mundo com a dimensão perfeita entre o prazer e a satisfação, onde a definição de correto está no sentido de buscar, de tentar e de arriscar, mas sem a culpa e sem o medo de errar.
Existe um mundo que negamos apenas para não parecermos estranhos ou diferentes de um padrão medíocre.
Existe um mundo onde nos basta ser sem precisar estar, onde a relação consigo mesmo supera o egoísmo, onde a luz de um Ser não cria sombra para os demais.
Existe um mundo onde dividir multiplica bons sentimentos, onde a verdade não é transitória, portanto nele a verdade não existe, é fato.
Um mundo onde a maior e melhor viagem é o caminhar para dentro de si em busca da Luz própria. Uma viagem que liberta pelo amor próprio e nos torna mais leves em nossa individualidade, capazes de comungar a satisfação de saber que precisamos uns dos outros e que a maior responsabilidade que temos é a de Ser Humano.Este mundo tem o tamanho determinado pela Fé de quem o habita, pelas cores da natureza do sorriso de uma criança, pela convicção do questionamento de um adolescente e pela paciência de quem já viveu muito, mas tem a certeza de que há sempre algo novo a aprender e a fazer. O mundo ao qual me refiro, realmente existe!Ao chegar a esse ponto do texto alguns já devem estar se questionando quanto à realidade, afirmando que na prática a coisa é bem diferente, que isso tudo é utopia. Perguntando: Se realmente é possível e o que fazer para mudar ou qual a receita?Pois bem, muitos já tentaram transformar o mundo e não conseguiram. O insucesso de alguns poderia ser a melhor justificativa para não se tentar, só que o que alguns observam como erro ou fracasso, outros observam como uma nova formula de não se fazer e buscam outras formulas e continuam tentando até atingir um objetivo. Fato é que na historia da humanidade a maioria das grandes invenções ou descobertas não ocorreram de forma proposital. Havia sempre uma busca por algo ou alguma coisa e “por acaso” se descobria ou encontrava outra. Agora observando as invenções e descobertas propositais, percebemos que todas tem em comum no processo de busca um conjunto de “coisas”, são elas: a Fé no que se busca; a Determinação de que se é possível; o Foco para não perder o objetivo; e o Propósito humanitário, onde o que vale é o bem de todos e não a vaidade de ter conseguido algo.Podemos escolher o caminho, mas o caminho só existe quando nele passamos. Muitos já sabem o caminho para tornar o mundo melhor, mas ficam parados na esquina, talvez esperando o ônibus da sorte. Será que ele vai passar? E se passar, será que teremos prazer e satisfação de sermos simples passageiros conduzidos por um alguém?
O caminho que temos que percorrer só nos podemos fazê-lo, mais ninguém. Para conhecer o mundo comece conhecendo a si mesmo. Para mudar o mundo comece mudando a si mesmo. Tenha Fé, Determinação, Foco e um bom Propósito.

Este texto é exclusivamente para nos dois......
Carmem Lucia

Nenhum comentário:

Postar um comentário