domingo, 9 de novembro de 2014




domingo, 13 de julho de 2014

Interpretando Tirinha Do Menino Maluquinho

Interpretando Tirinha Do Menino Maluquinho

Fazer a leitura silenciosa e oral da história.

1. Realizar a interpretação escrita da história em quadrinhos.

a) O Menino Maluquinho chega dando uma idéia para uma brincadeira. Qual é essa brincadeira? 

b) O garoto de camiseta branca é o Bocão. Os outros são Junim e Juju. Que ritmo cada um deles vai tocar?

c) De que maneira o Menino Maluquinho disse a cada personagem que ritmo deveria tocar?

d) Que aconteceu quando o conjunto musical tocou?
e) Como a mãe do Menino Maluquinho reagiu?

f) O que é receber mesada?

 g) No último quadrinho, Maluquinho diz que o barulho devia ser um protesto contra o congelamento da mesada dele. O que você entende por congelamento de mesada?

h) Qual é a sua opinião sobre as crianças receberem mesada dos pais? 
i) Você achou essa história engraçada? Por quê?

j) Reveja a história em quadrinhos. Como o autor fez, nos balões de fala, para mostrar que o Menino Maluquinho estava falando baixinho?

sábado, 28 de junho de 2014

Oficina De Poesias E Poemas

 Soltando Como Palavras
 A Sombra de UMA ARVORE  Que da TAMBEM SERVIU de selecionadas varal Parágrafo Com Poesias. 
                                                   Leitura de Poemas e Poesias
 Turmas de 1 º a 4 º ano FORAM Convidados a Participar Fazer Momento de Leitura de poemas 
                                              EU QUERO UM MUNDO MELHOR,
                                           UM MUNDO MAIS "SIM" DO QUE "NAO".
                                              SERA QUE TÃO Complicado 
                                              VER O OUTRO COMO IRMÃO?                                                                                                         (Evelyn Heine) 
                                            Aluno Jackson com o poema selecionado Parágrafo Leitura
Leitura los  Voz Alta dos poemas de Parágrafo perceberem Como rimas. No  Segundo Momento Troca de POSIÇÃO, QUEM leu ágora Ouve!