segunda-feira, 6 de abril de 2009

ORIENTAÇÕES SOBRE A AVALIAÇÃO


Na avaliação devemos usar diversos instrumentos avaliativos como: prova objetiva, prova dissertativa, seminário, trabalho em grupo, debate, relatório individual, auto-avaliação, observação e trabalhos de pesquisa.Cuidados que devemos levar em consideração na correção e devolução dos instrumentos de avaliação da aprendizagem escolar:* Selecionar e comunicar aos alunos as técnicas e instrumentos de avaliação a serem utilizados;Dar ao aluno o direito de questionar, duvidar e errar;* Considerar o erro como um dos indicadores do nível de aprendizagem;* Fazer intervenções em tempo hábil;*Valorizar os acertos dos alunos, incentivando e elevando sua auto-estima;*Registrar os resultados da avaliação para acompanhamento e progressão do aluno;*Explicar previamente ao aluno o que se espera dele ao final de cada atividade proposta;*Iniciar cada atividade, levantando os conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será tratado;*Estimular os avanços e dificuldades dos alunos, propondo atividades de recuperação paralela;*Valorizar e respeitar o ritmo de aprendizagem dos alunos.“Avaliar é um ato amoroso e, por isso, não pode ser classificatório ou excludente”.(Luckesi,1996).
Para não esquecermos!
Para se avaliar diferente é necessário ensinar diferente;O aluno não é simples cumulador de informações, é construtor de seu próprio conhecimento;O professor não é mero espectador ou repassador de informações, mas um mediador entre as concepções prévias do aluno e o objeto de conhecimento em questão;Avaliação de aprendizagem serve tanto ao aluno quanto ao professor.


AVALIAÇÃO DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS (A.N.E.E.)
O ideal é que a avaliação acompanhe o percurso de cada aluno do ponto de vista da evolução de suas competências, habilidades e conhecimento.Deverá ser dinâmica, contínua, mapeando o processo de aprendizagem dos alunos em seus avanços, retrocessos, dificuldades e progressos.Vários são os instrumentos que podem ser utilizados para avaliar:
*Registros e anotações diárias do professor;*Portifólios e demais atividades dos alunos;*Diário de classe;*Impressões sobre o cotidiano do ensino-aprendizagem;*Provas com objetivo de analisar junto aos alunos e pais, os sucessos e as dificuldades escolares.
As dificuldades, deficiência e limitações precisam ser reconhecidas, mas não devem restringir o processo de ensino.Partir do que sabe e chegar até onde for capaz de progredir.
Não é a repetência que faz com que o aluno aprenda, mas o estímulo contínuo e valorização de suas potencialidades.Afinal, de acordo com Cipriano Luckesi : “Avaliar é acolher”.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Participação na oralidade: seja leitura de textos, reconto de histórias, apresentação de trabalho de pesquisa ou dramatização em situações diversas.Execução de tarefas: oriente seu aluno para que desenvolva as tarefas sem a interferência da família ( nas respostas), pois assim poderá perceber as dificuldades e avanços do mesmo.Atividades escritas na sala: após orientação observar se seu aluno respeita margem, parágrafo, pontuação e acentuação. Verificar se faz auto-correção e também se consegue desenvolver todas as atividades propostas.Trabalhos de pesquisa: as pesquisas devem ser orientadas, informando a bibliografia mínima a ser consultada bem como o roteiro. É recomendável que as primeiras sejam feitas em sala de aula para que o aluno adquira uma postura adequada frente ao uso do material a ser explorado, como por exemplo, que não podemos riscar nos livros, deixar criai orelhas e muitos menos recortá-los. É ideal que os trabalhos de pesquisa sejam feitos no mínimo em duplas e no máximo com 04 alunos.Postura de estudante: neste item observamos como ocorre a atenção nas aulas; interessa pelos estudos, o capricho nas apresentações das atividades, bem como criatividade e originalidade e também respeito pelos colegas, professor e demais funcionários da escola.Desempenho nas provas: estas devem ser desenvolvidas preferencialmente individualmente.Conclusão: o aluno deverá ser avaliado no seu processo de construção do conhecimento, ou seja, de forma contínua, sistemática e integral ao longo do processo ensino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário