segunda-feira, 7 de março de 2011

A vida não é justa por Max Lucado

A vida não é justa por Max Lucado
“Ame o seu próximo como a si mesmo." Gálatas 5:14

Quando você odeia seu inimigo, uma porta de cadeia é fechada e um prisioneiro é pego. Mas quando você tenta entender e libertar seu adversário de seu ódio, então o prisioneiro é solto e esse prisioneiro é você.
Talvez você não goste dessa idéia. Talvez a intenção de perdão seja fantasiosa. Talvez a idéia ou tentativa de entender os Judas em nosso mundo seja simplesmente graciosa demais.
Minha resposta para você é uma pergunta. O que você sugere? Fomentar a raiva resolverá o problema? Vingar-se eliminará a mágoa? O ódio fará algum bem? De novo, não estou subestimando sua mágoa ou justificando as ações deles. Mas estou dizendo que a justiça não virá deste lado da eternidade. E exigir que seu inimigo tenha sua parcela de dor será, no processo, mais doloroso para você.
Posso gentilmente mas firmemente lembrá-lo de algo que você sabe mas talvez tenha esquecido? A vida não é justa. Isso não é pessimismo; é fato.


Notas:
Traduzido por Cynthia Rosa de Andrade Marques Almeida
Texto original extraído do site www.maxlucado.com

P.s: Retirado do site http://www.irmaos.com/artigos/?coluna=maxlucado

Nenhum comentário:

Postar um comentário