terça-feira, 12 de outubro de 2010

Dia Das Crianças


Provérbios 22.6 - Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.

EM OUTRAS PALAVRAS...

Lembramos que hoje 12 de outubro, no Brasil, é o dia das crianças. Este dia foi criado em 1920, mas somente em 1960, por iniciativa de uma empresa de brinquedos começou a ser lembrado com mais ênfase. Outros países instituíram outras datas e a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece o dia 20 de novembro como o Dia Universal das Crianças, pois nessa data também é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos das Crianças. Entre outras coisas, esta Declaração estabelece que toda criança deve ter proteção e cuidados especiais antes e depois do nascimento.

Mas, voltando ao nosso texto bíblico, fico aqui a pensar com os meus botões, digo, a pensar nos meus cooperadores que vão ler depois, que, aos poucos, parece que o ensino das Escrituras vai perdendo o valor. Ensinar, instruir, cuidar, proteger, amar... isto é antigo. Fico feliz que seja algo antigo, e de muito tempo atrás, pois posso me lembrar, que dentro das condições que tinha a minha família, quando eu era criança, pude receber muitos ensinamentos que se tornaram base e foram muito úteis na formação do meu caráter.

A PALAVRA DE DEUS, para quem aceita a Bíblia como regra de fé e prática, não envelhece nunca, como também nunca passará. Hoje temos leis que visam proteger as crianças, leis que levam até as prisão o infrator, ou o que for denunciado por causar maus tratos a um menor. No entanto, vemos que a criança de hoje tende a crescer solta, mais liberada. Vemos, por exemplo, uma menina ou menino se tornar mãe ou pai precocemente. Vemos meninos empunhando armas mostrando que já sabem o que fazer com elas. Vemos adolescentes usando drogas e bebidas alcoólicas tanto quanto os adultos, Vemos tantas coisas... vemos crianças abandonadas, algumas antes mesmo de serem formadas no ventre...

Instruir a criança no caminho em que deve andar, é desde cedo mostrar o valor e a grandeza da PALAVRA DE DEUS e como Deus o nosso PAI CELESTE ama e se preocupa com as crianças desejando que cresçam saudáveis fisicamente e bem formadas espiritualmente. São tantas as passagens, desde o Velho Testamento, que mostram a eficácia dos ensinos bíblicos na formação da criança e no acompanhamento em todas as etapas da vida que, para mim, não seria necessário existir mais nenhuma lei, mas infelizmente, mesmo com tantas leis existentes, contemplamos um quadro do mundo atual cada vez mais assustador.

Neste quadro, onde a principal figura é a criança, aquela de quem “antigamente de dizia ser o homem de amanhã”, pintada com cores tristes. A cor marrom da sujeira e da falta de higiene; a cor roxa da violência, da criança violentada e ou que aprendeu a violência, do trabalho infantil e dos maus tratos; vemos o amarelo da fraqueza, da desnutrição e doenças infantis, algumas recebidas dos adultos; a cor cinza das dúvidas, falta de perspectiva na educação e assistência social e saúde, do futuro incerto e a cor dos distúrbios provocados por traumas diversos por abandono por drogas etc. A cor preta pinta os vultos sombrios e perturbadores, as trevas espirituais que penetram nos espaços vazios da vida. Ainda se vê uma cor forte que deveria significar força, vigor, dinamismo, o vermelho, a cor do sangue que sai de um corpo inerte tão precocemente, jogado, violentado... perfurado a balas.

Ufa! Não quero mais olhar este quadro, a não ser depois, se eu puder acrescentar pinceladas vibrantes de tinta na cor verde, depois de cercar a figura da criança da tela com a cor que significa ESPERANÇA. Alguém disse que a esperança é a criança de hoje que será de fato o homem segundo o coração de Deus de amanhã (grifos meus) e acrescentar ainda pinceladas na cor azul colocando um céu sobre a cabeça dessa criança e desenhar no horizonte com cores alaranjadas, um sol que desponta no horizonte trazendo vida, justiça e amor.

Voltando mais uma vez à Bíblia, vemos o Senhor Jesus ensinando aos adultos do seu tempo e a nós hoje, a importância de ser CRIANÇA, o que para mim define tudo:

1 Naquela hora chegaram-se a Jesus os discípulos e perguntaram: Quem é o maior no reino dos céus?
2 Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles,
3 e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.
4 Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.
5 E qualquer que receber em meu nome uma criança tal como esta, a mim me recebe.
6 Mas qualquer que fizer tropeçar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e se submergisse na profundeza do mar. (Mateus 18.1-6).

Um abração a todas as CRIANÇAS...

Pr. Orlando S. Cirqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário