quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Estudo do Hino Nacional

Dados sobre os autores
Joaquim Osório Duque Estrada nasceu em Pati do Alferes (RJ) em 1870 e faleceu em 1927, no Rio de Janeiro.
Professor do Colégio D. Pedro II e da Escola Normal, foi poeta e crítico literário. Obras principais: A Arte de Fazer Versos, Crítica e Polêmica.
Francisco Manuel da Silva nasceu em 1795 no Rio de Janeiro, onde faleceu em 1865. Dedicou-se à música desde a infância, fundando a Sociedade Beneficente Musical e o Conservatório de Música do Rio de Janeiro.

Curiosidades
No hino brasileiro aparecem várias palavras referindo-se à bandeira.
A origem da bandeira é muito antiga. Os romanos usavam um molho de palha nas pontas das lanças para marcar sua presença. Na Idade Média, o uso das bandeiras e insígnias generalizou-se. Os cavaleiros, para serem reconhecidos, usavam distintivos na armadura ou nos elmos com que cobriam a cabeça. Os cruzados colocavam panos coloridos nas pontas de hastes para se identificarem.
Os símbolos mais usados eram o pendão, bandeira armada em vara atravessada horizontalmente sobre o mastro (Salve lindo pendão da esperança...- hino à bandeira); a bandeira real, só desfraldada na hora do combate; o guião, sinal peculiar do príncipe ou do senhor; o lábaro ou estandarte, bandeira que indicava a presença do rei, e o gonfalão, bandeira de guerra com três ou quatro pontas pendentes.

Estudo do vocabulário
1. Faça a ligação entre as palavras do hino e seus significados, usando as letras:
a) fúlgidos( v. 3) ( )calmas, tranqüilas, serenas
b) penhor (v. 5) ( ) que ressoa, ecoante
c) Salve! (v.11) ( ) belo, gracioso
d) florão (v. 28) ( ) brilhante, luminoso
e) garrida (v. 30) ( ) destemido, arrojado
f) lábaro (v. 38) ( ) grito, clamor
g) flâmula (v. 39) ( ) adorada, venerada, amada
h) clava (v. 41) ( ) interior, âmago
i) plácidas (v. 1) ( ) admirável, magnífico, grandioso
j) brado (v. 2) ( ) cintilas, realças, brilhas
l) retumbante (v. 2) ( ) brilhantes, resplandecentes
m) idolatrada (v.10) ( ) garantia, prova
n) vívido (v. 12) ( ) passe bem, tenha saúde
o) formoso (v. 14) ( ) adorno, enfeite, ornamento
p) impávido (v. 17) ( ) alegre, vistosa
q) colosso (v. 17) ( ) bandeira, estandarte
r) esplêndido (v. 28) ( ) bandeira, galhardete
s) seio (v. 33) ( ) arma, tacape
u) fulguras ( ) gigante

2. Observe os adjetivos sublinhados no texto.
a) O significado que eles contêm são positivos ou negativos?
b) Por que o autor escolhe adjetivos com este tipo de significado?

3. O que valorizaria um simples riacho (Ipiranga) a ponto de ser citado no hino oficial do país?
4. Por que Cruzeiro (v. 15) está escrito com letra maiúscula?
5. No verso 29, o hino cita Novo Mundo. Por que o autor da letra usou tal expressão. Explique.
6. Leia o poema Canção do Exílio, de Gonçalves Dias, e responda:
Canção do Exílio Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite -
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem quinda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá. (Coimbra, julho de 1843)

Qual estrofe deste poema foi incorporada ao Hino Nacional?

7. Segundo o autor da letra, o país passou a ter liberdade com independência.
a) A que tipo de liberdade se refere?
b) Pelas idéias expressas no texto, essa liberdade foi conquistada com luta ou obtida com facilidade?
Retire do texto versos que comprovem sua resposta.
8..A escrever a expressão Deitado eternamente em berço esplêndido, o autor quer passar a idéia de o país estar acomodado, parado ou de ter condições privilegiadas para o desenvolvimento? Justifique sua reposta.
9. O hino diz que o brasileiro dá a vida por seu país.
a) Quais os versos que provam essa afirmação?
b) É uma afirmação verdadeira ou não? O que você acha?

10. Os versos 5 e 6: Se o penhor dessa igualdade/ Conseguimos conquistar com braço forte afirmam que os brasileiros conseguiram fazer do Brasil um país igual às outras nações livres e independentes. Você acha que o Brasil, na sua economia, é um país livre? Por quê?

11. Depois de estudar a letra do hino responda: O que é ser patriota na atualidade brasileira?

12. Coloque toda a letra do hino na ordem direta. Exemplo: Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retubante.

Sujeito: As margens plácidas do Ipiranga Predicado: ouviram o brado retumbante de um povo heróico.
Ordem direta: As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retubante de um povo heróico. Faça o mesmo com a letra do hino.

REPOSTAS
Questão 1 j) calmas; l) ecoante; o) belo; a) brilhante, luminoso; p) destemido; j)grito; m)adorada; s) interior; r) admirável; u) cintilas; n) brilhantes, resplandescentes; b) garantia; c) passe bem; d) adorno e) alegre; f) bandeira, estandarte; g) bandeira, galhardete; h) arma; q) gigante.
Questão 2 a) Positivo. b) Porque todo hino tem como objetivo o enaltecimento da Pátria, do time, de Deus.
Questão 3 - O riacho Ipiranga aparece no hino porque foi às suas margens, conforme conta a História do Brasil, que D. Pedro deu o Grito da Independência.
Questão 4 - Por que "Cruzeiro" é o nome da constelação em forma de cruz, que aparece no céu do Brasil e está retratada em sua bandeira.
Questão 5 - Porque a nomenclatura era "Novo Mundo" para se referir ao novo continente, as Américas. Atualmente, usam-se mais as designações "Primeiro Mundo" e "Terceiro Mundo".
Questão 6 - A segunda estrofe.
Questão 7 a) Liberdade política de se organizar enquanto nação e ter um território com independência administrativa. b) Com luta. "Conseguimos conquistar com braço forte". Questão 8 - Muita gente faz piada com este verso do hino, dizendo que o Brasil não acordou até, ainda dorme em berço esplêndido, mas o sentido real é "ter condições privilegiadas para o desenvolvimento", pois possui recursos naturais em abundância.
Questão 9 a) "Verás que um filho teu não foge à luta Nem teme, quem te adora, a própria morte" b) Resposta subjetiva, pessoal. O brasileiro sempre teve o sentimento patriótico, que aflora no futebol e se revela desde que haja muita confiança nos homens públicos. Exemplo: no Plano Cruzado, houve os fiscais do Sarney.
Questão 10 - Resposta subjetiva, pessoal. Nesta resposta pode ser colocada a dependência econômica brasileira, a questão da dívida externa e da globalização da economia.
Questão 11 - Resposta subjetiva, pessoal. Nesta questão pode ser explorada o cumprimento dos deveres, ser bom cidadão, cada um fazer a sua parte em prol da comunidade. Pátria não quer dizer Forças Armadas e autoridades, é o povo, com sua cultura e sua fé.
Questão 12 - Hino Nacional (Em ordem direta.)
As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico,
e o sol da liberdade brilho nesse instante, em raios fúlgidos no céu da pátria.
Se conseguimos conquistar com braço forte o penhor dessa igualdade o nosso peito desafia, em teu seio, ó liberdade, a própria morte.
Salve! Salve!
Ó pátria amada idolatrada. Brasil, um sonho intenso, um raio vívido de amor e de esperança à terra, se a imagem do Cruzeiro resplandece em teu formoso céu risonho e límpido. Gigante pela própria natureza, és belo, és forte, (és) impávido colosso, e essa grandeza espelha o teu futuro. Brasil, ó pátria amada, és tu, terra adorada entre outras mil! Brasil, pátria amada, és mãe gentil dos filhos deste solo!
Ó Brasil, florão da América, fulguras, deitado eternamente em berço esplêndido, (fulguras) ao som do mar, (fulguras) à luz do céu profundo, (fulguras) iluminado ao sol do Novo Mundo! Teus campos lindos (e) risonhos têm mais flores do que a terra mais garrida, Em teu seio, nossos bosques têm mais vida, e nossa vida (tem) mais amores.
Salve! Salve!
Ó pátria amada, idolatrada..
Brasil, o lábaro que ostentas estrelado seja símbolo de amor eterno e o verde-louro dessa flâmula diga: paz no futuro e glória no passado.
Mas, se ergues a clava forte da justiça, verás que um filho teu não foge à luta, (verás que) quem te adora, não teme à própria morte. Brasil, ó pátria amada, és tu, terra adorada entre mil outras. Brasil, pátria amada, és mãe gentil dos filhos deste solo.

(Extraído e adaptado do livro Descoberta & Construção, de Tadeu Rossatto Bisognin, 8ª série, Editora FTD)

Nenhum comentário:

Postar um comentário